DIAGNÓSTICO BREVE e LINHA DE BASE DOS INDICADORES DO MUNICÍPIO DE URANDI RUMO AO SELO UNICEF EDIÇÃO 2017-2020

Sexta, 24 de Agosto de 2018

Sec. Municipal de Assistência Social

LINHA DE POBREZA:

Em 2000, Urandi tinha 55,55% de sua população vivendo com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00, esse percentual reduziu para 31,14% em 2010. Mesmo apresentando uma redução significativa no período, são 5.111 pessoas nessa condição de pobreza.

 

ÍNDICE DE VUNERABILIDADE SOCIAL ( IVS):

Esse Índice analisa as seguintes dimensões: Infraestrutura Urbana; Capital Humano; Renda e Trabalho.

A medida desse índice é de 0 a 1, sendo que, 1(um) representa um valor alto de vulnerabilidade social e 0(zero) é o valor que representa a ausência dela. Por isso, quanto menor o valor do IVS, menor é a vulnerabilidade das famílias em nosso território.

O IVS geral de Urandi em 2000 era de 0.501, e reduziu em 2010 para 0.412. Mesmo com essa redução o Município ainda possui um valor alto.

No Programa Bolsa Familia em 2004, eram 1.223 famílias beneficiárias, passando para 2.330 em 2017.

 

EDUCAÇÃO INFANTIL

Total de crianças de 0 a 3 anos matrículados nas creches em 2000, um percentual de 3,25%, ao passo que em 2010 aumentou para 6.,56%. Considerando o investimento com a nova creche inaugurada na Gestão de Dr. Dorival, certamente esse percentual aumentou ainda mais.

Pensando na qualidade da educação, a SECEL estabeleceu a organização da quantidade de alunos por turma, portanto, a média de alunos da educação infantil em 2017 foi de 14,7 crianças por turma na creche(0 a 3 anos) é de 13,3 crianças por turma na pré-escolas(4 a 5 anos).

 

ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

Em 2010 do total de crianças de 6 a 14 anos, 76,40% frequentavam o ensino fundamental;

A situação piora na faixa etária seguinte: do total de jovens de 15 a 17 anos, apenas 31,04% frequentavam o ensino médio em 2010.

Em 2017, entre os alunos do ensino fundamental, 10,9% estão com idade superior à recomendada nos anos iniciais e 36,7% nos anos finais. A defasagem chega a 37,2% entre os que alcançam o ensino médio.

Classificação de Urandi no ranque nacional e estadual:

Dados de 2015:

Classificação nacional: Classificado na 2.671ª entre os 5.570 municípios do Brasil, quanto aos alunos dos anos iniciais do ensino fundamental, e na 4.766ª, no caso dos anos finais.

Classificação estadual: Classificado na 17ª entre os 417 municípios baianos em relação aos anos iniciais, e 281ª nos anos finais.

 

EDUCAÇÃO DA POPULAÇÃO EM GERAL

DADOS DE 2010:

Pessoas de 18 a 24 anos sem instrução ou ensino fundamental incompleto:

32,36% sexo feminino e 57,72% do sexo masculino.

Pessoas com ensino fundamental completo e ensino médio incompleto:

24,12% feminino e 22,55% masculino

Pessoas com ensino médio completo e nível supeior incompleto:

39,17% feminino e 16,41% masculino.

Pessoas com ensino superior completo:

0,95% feminino e 0,57% masculino.

Conclue-se que as mulheres em Urandi apresenta o grau de instrução mais significativo que os homens.

 

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO - IDH

O valor geral de Urandi em 1991 era de 0,329, passando para 0,598 em 2010. Todavia, mesmo havendo uma evolução nesta década, o IDH de Urandi ainda apresenta um nível baixo.

OBS: Quanto mais próximo de 1(um) o IDH mais alto fica o nível.

Comparação estadual e nacional:

Urandi é o 165º IDH no Estado da Bahia e o 4.198º no Brasil, em 2010.

 

POLÍTICAS DE SAÚDE:

Urandi entre os anos de 1996 a 2016 apresenta 02(dois) casos de óbitos maternos registrados, sendo que em 2016 não houve óbitos de mulheres em decorrência a complicações na gestação, no parto ou aborto.

Em 2016 foram realizados 53,42% dos partos foram césarios e 46,58% de partos normais.(OMS recomenda no máximo de 15% de cesarianas).

Consulta pré-natais: em 2016 88,58% das gestantes tiveram mais de 7 consultas, e uma parcela de 0,46% de gestantes que não tiveram acompanhamento pré-natal.

A taxa de mortalidade de crianças menores de 01(um) ano em 1995 era de 18,63 óbitos por cada 1000 nascidos vivos; em 2016 reduziu para 4,57 óbitos.

Em 2014, 99,60% das crianças menores de 1 ano estavam com a carteira de vacinação em dia.

 

AIDS E OUTRAS DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS:

Urandi teve de 1990 a 2016, 3(três) casos de AIDS disgnosticados, destes 2 femininos e 1 masculino; a Taxa de óbitos em decorrência da doença é 0(zero).

 

DOENÇAS TRASMITIDAS POR MOSQUITOS:

Entre 2001 e 2012 houve 73 casos de doenças transmitidas por mosquitos, dos quais 45 casos confirmados de leishmaniose e 28 notificações de dengue. nenhum caso de febre amarela ou malária.

Em 2015 foram notificados 02(dois) casos de tuberculose e a taxa de mortalidade da doença em 2016 é zero. Sabe-se que está disponível nas Unidades básicas de saúde todo o tratamento e acompanhamento dessas pessoas.

Situação de óbitos prematuro de pessoas 30 a 69 anos:

0% em decorrência ao diabetes mellitus;

40% por doenças cardiovasculares;

13,33% doenças respiratórias e

46,67% de neoplasias.

 

INTERNAÇÕES HOSPITALARES RELACIONADAS AO USO DE ÁLCOOL E DROGAS:

Houve um aumento de 2008 para 2016, que de 0(zero) para 08(oito) internações em 2016.

100% das internações foram doença alcoólica do fígado.

PLANEJAMENTO FAMILIAR

Em 2016, 15,53% das crianças que nasceram em Urandi eram de mães adolescentes(10 a 19 anos).

Fonte: DADOS DO IBGE/IPEA, ACESSO AO SITE: http://rd.portalods.com.br/

 

 

 

 

RELATÓRIO LINHA DE BASE SELO UNICEF 2017-2020

FONTE: Unicef

I.1 - 2015: Percentual de criança de até 1 ano de idade com registro civil, do total de nascidos vivos: 95,7% - situação vermelha, pois o Grupo é de 96% - Precisa melhorar.

Total de nascidos vivos: 234 - total de crianças registradas: 224

 

I.2 2016: Taxa de abandono no ensino fundamental: Urandi - 2,5% e o grupo é de 3,1%, situação verde claro, está bom, porém precisa manter ou diminuir o percentual.

Taxa de abandono na zona rural: 1,8%

Taxa de abandono na zona urbana: 3%

 

I.3 2016: Percentual de Criança beneficiárias do BPC que estão na escola: Urandi 54,3% e o Grupo 54,9%. Situação Vermelha. Precisa aumentar esse percentual e possibilitar que essas crianças frequentem a escola.

Total de crianças no BPC: 46

Total de crianças matriculadas nas escolas: 25

 

I.4 2016: Percentual de crainças menores de 5 anos com peso alto para a idade: Urandi 2,5% e o Grupo 4,7%, situação vermelha. Precisa reduzir esse percentual e desenvolver campanhas e orientações às famílias para uma alimentação saudável.

Número de crianças analisadas: 686

Total de crianças acima do peso: 39

 

I.5 2015: Percentual de nascidos vivos de meninas de 10 a 14 anos: 2015: Urandi 0,4% e o Grupo 0,6%, situação Verde, está bom, porém devemos manter e trabalhar para diminuir.

Total de nascidos vivos: 235

Total de mães adolescente: 1

 

I.6 2015: Percentual de gestantes com sífilis realizando tratamento adequado: Não houve casos registrados no sistema. A Secretaria de Saúde deverá adotar providências quanto a alimentação desses dados, pois, no sistema de saúde de Urandi é disponibilizado o tratamento a todas as gestantes adequadamente, prova tanto, que o percentual de gestantes acompanhadas em pré-natais chega a 88,58% delas.

 

 

I.7 2015: Percentual de óbitos de mulheres em idade fértil(MIF) investigados:  Urandi 100% e o grupo 100%, situação Verde. trata-se da comissão de investigação que foi implantada em Urandi na gestão de Dr. Dorival em 2015.

 Total de óbitos de mulheres: 3 casos

 Total de casos investigados: 3 casos

 

 

I.8 2016: Distorção idade-série nos anos finais( 6º a 9º ano) do ensino fundamental: Urandi 36,9% e o grupo 38,9%, situação Verde, percentual bom, porém, precisamos diminuir cada vez mais essa diferença, com o objetivo de melhorar a qualidade da educação ofertada em nossas escolas.

Total de alunos frequentando escolas: 1.014

Total de alunos fora da idade certa: 374

 

I.9: 2015 Percentual de óbitos infantis investigados: Não houve casos registrados no sistema. A Secretaria de Saúde deverá adotar providências quanto a alimentação desses dados, ao passo que, todos os casos ocorridos são investigados. Além do mais, em 2015 não houve óbitos infantis.

 

I.10 2015- Taxa de mortalidade entre crianças e adolescentes de 10 a 19 anos por causa externas: Urandi 35,5 por 100 mil, e o grupo 29,2 por 100mil, situação vermelha. Precisamos reduzir esse percentual, embora, em 2015 houve apenas o óbito de 1(um) jovem por acidente de motocicleta.

Total de crianças e adolescentes de 10 a 19 anos: 2.820

Total de óbitos de crianças e adolescentes de 10 a 19 anos: 1

 

I.112016: Percentual de adolescentes de 16 e 17 anos cadastrados no TRE. Urandi 46,3% estão cadastrados, e no grupo 35%. Situação verde claro, indicador está bom, porém precisamos aumentar o número de adolescente com idade de 16 a 17 com o título de eleitor.

Total de adolescentes de 16 a17 anos: 684

Total de adolescentes de 16 a 17 anos com título de eleitor: 317

 


FERNANDO FILHO


Últimas Notícias